Terça-Feira, 18 de Dezembro de 2018

16/2/2011 - Sorocaba - SP

Câmara vota reajuste de servidores, prefeito e vereadores em sessões extraordinárias




da assessoria de imprensa da câmara de Sorocaba

Também será discutido o convênio da prefeitura com o Estado para o uso de PMs na chamada operação delegada

 

A Câmara realiza quatro sessões extraordinárias nesta quinta-feira, 17, após a 6ª sessão ordinária para votar projetos do Executivo e da Mesa Diretora da Casa, presidida por Marinho Marte (PPS).

Entre as propostas em discussão, os vereadores votam o projeto do Prefeito Vitor Lippi (PSDB) que concede reajuste de 8% nos salários dos funcionários e servidores municipais da administração direta, indireta e fundacional, ativos, inativos e pensionistas. O índice proposto corresponde à reposição da inflação, correspondentes ao índice IPC-FIPE, e ao aumento real de 1,6%.

De autoria da mesa diretora da Câmara Municipal, projeto concede reajuste de 10% aos funcionários e servidores públicos do Legislativo – incluindo inativos e pensionistas – e de 6,4% nos subsídios do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais. Também da mesa diretora, outro projeto estabelece o mesmo reajuste de 6,4% aos vereadores.

Outro destaque da pauta, o projeto de lei nº 25/2011, do prefeito Lippi, autoriza o Município de Sorocaba a celebrar convênio com o Estado de São Paulo visando delegar de maneira compartilhada atividades administrativas municipais a policiais militares. A chamada operação delegada visa contratar os PMs em horário de folga para atuarem na segurança municipal.

Também de autoria do prefeito, projeto altera a redação da Lei nº 2.528, de 1986, que dispõe sobre criação de serviços de coleta, transporte e destinação final de resíduos sólidos transferindo para a Secretaria de Obras e Infraestrutura Urbana (SEOBE) a administração financeira e operacional de tais serviços, atualmente a cargo da URBES.

Ainda de autoria do Executivo, projeto adéqua o valor máximo de concessão de auxílio às entidades beneficentes e assistenciais – que passa a R$ 50 mil – e outro prevê a transferência de R$ 500 mil ao Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil – GPACI, para realização de obras de reforma, ampliação, aquisição de mobiliários e equipamentos médico hospitalares do Hospital "Sarina Rolim Caracante".

Outros projetos do Executivo revogam o convênio de cooperação técnica na área de saúde que Sorocaba mantinha com o Município de Votorantim, para a disponibilização de funcionários, e dispõem sobre correção de valores da Taxa de Remoção de Lixo, constante da Lei nº 3.439, de 1990.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Sorocaba Fácil.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.