Quarta-Feira, 13 de Dezembro de 2017

29/11/2010 - Sorocaba - SP

Zoológico de Sorocaba faz tratamento dentário em Urso Preto




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Sorocaba

Agora foi a vez de Peter, o urso preto do Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros”, de aproximadamente 11 anos, passar por um tratamento dentário. O procedimento aconteceu na manhã desta sexta-feira (26) no Setor de Veterinária. Esse é um dos serviços realizados pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), que garante o bem-estar e a saúde dos habitantes do zoológico.

Peter chegou a Sorocaba no final de 2005, vindo emprestado de um Zoológico de São Paulo. De acordo com o médico-veterinário do Zoo, Rodrigo Teixeira, a suspeita de que o animal estivesse com algum problema nos dentes surgiu através de relatos de um dos tratadores do parque, pois o urso estava mastigando somente com um dos lados da mandíbula e comendo apenas as partes mais moles dos alimentos. “Essas fraturas são comuns em animais de cativeiro, pois suas jaulas têm arames, madeiras e outros objetos que contribuem para isso”, explica.

Primeiramente, em seu recinto, Peter foi pré-anestesiado com 6 dardos do medicamento Quetamina e 2 de Diazepan para poder ser levado ao Setor de Veterinária. Para esse trabalho, incluindo o transporte, foi necessária a participação de 11 tratadores. Somente na maca é que o urso recebeu a anestesia geral.

O procedimento durou aproximadamente 40 minutos, já que na avaliação dos especialistas foi descartado qualquer problema nos dentes de Peter. A partir daí, foi feita a limpeza e uma radiografia dos dentes do urso.

O atendimento foi feito por dois especialistas: Roberto Fechio, médico-veterinário especializado em odontologia da Universidade de São Paulo (USP), e Cláudio Alvarenga, médico-veterinário anestesiologista da Universidade Anhembi Morumbi, além de médicos-veterinários do zoo e estagiários.

Durante o procedimento, a equipe também aproveitou para medir, pesar e coletar sangue do urso para exames clínicos. “A partir dessa amostra iremos verificar se o animal está com alguma disfunção, já que foi descartada a hipótese de ser um problema dentário”, explicou Rodrigo.

De acordo com Rodrigo Teixeira, todo o material odontológico utilizado no tratamento é da Prefeitura de Sorocaba. Já a mão de obra especializada foi possível graças a um convênio que a Prefeitura mantém com universidades. “Nós mesmos aqui do Zoo poderíamos realizar esse trabalho, mas sem essa qualidade, por se tratar de profissionais especializados no assunto. Além disso, esse tratamento também serve para aprendizagem dos estagiários e para futuras pesquisas”, ressalta.

Em média, os animais do Zoo passam por tratamento dentário uma vez por ano. Somente em 2010, a equipe do Zoo já fez tratamento dentário na fêmea e no macho de tigre, onça pintada, chimpanzé, num bugio, numa irara e no cachorro do mato.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Sorocaba Fácil.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.