Quarta-Feira, 12 de Dezembro de 2018

6/1/2011 - Sorocaba - SP

Vereador questiona sinalização e mapa das obras na Raposo Tavares




da assessoria de imprensa da câmara de Sorocaba

Helio Godoy (PTB) também critica a divulgação da interdição do trecho da rodovia, que, segundo ele, tem sido feita de modo “muito tímido”

A Prefeitura de Sorocaba anunciou a interdição parcial do Viaduto Jorge Guilherme Senger (ligação das Avenidas Antonio Carlos Comitre com Izoraida Marques Peres, no km 100), a partir das 22 horas desta quarta-feira (5). A medida foi tomada para que a concessionária Via Oeste realize as obras de implantação das vias marginais neste trecho da Rodovia Raposo Tavares (SP-270), que devem durar três meses.

Mas o vereador Helio Godoy (PTB) considera inadequado o modo como está sendo divulgada a execução das obras: “No mapa que está divulgando para a população deveriam constar, também, os viadutos do Km 102 e do Km 99 e não apenas o do Km 100, como está ocorrendo”. O vereador ressalta a importância desse trecho, lembrando que o viaduto do Km 102 (da Armando Pannunzio) liga Sorocaba a Salto de Pirapora, enquanto o do Km 99 (do Lageado) liga o município a Votorantim.

Por meio de ofício, Helio Godoy vai pedir à Urbes que, nos informativos e na sinalização das obras em execução, esses dois viadutos sejam incluídos. O vereador petebista também reivindica que a divulgação da interdição do trecho seja feita de modo mais amplo. “Levando em conta a grande importância desse trecho para Sorocaba e cidades vizinhas e também o período relativamente longo da interdição, prevista para durar três meses, a divulgação está sendo muito tímida”, avalia.

Acompanhamento permanente — Para Helio Godoy, é necessário que os informativos da Urbes sejam entregues no Shopping Esplanada, nos supermercados Carrefour e Extra situados próximo ao trecho em obras e também nos pedágios (no da Castelinho e da Raposo), com o objetivo de evitar acidentes para quem se dirige a Sorocaba. Godoy é taxativo: “Trata-se de uma rodovia interestadual e essas informações não podem se restringir ao município. É preciso que os motoristas que se dirigem a Sorocaba, vindo de outras localidades, sejam alertados com antecedência sobre o trecho em obras”.

O vereador Helio Godoy vem acompanhando há meses o problema do complexo viário que envolve a Rodovia Raposo Tavares e suas marginais e realizou, no ano de 2010, duas  concorridas audiências públicas sobre o assunto, além de ter feito várias gestões junto à Artesp e outros órgãos para tratar da questão.

Na última audiência pública, realizada por iniciativa do vereador, houve grande participação de representantes de empresas situadas nas marginais da Raposo Tavares, preocupados com o impacto das obras sobre a economia da região, que também conta com vários condomínios. Godoy observa, ainda, que os transtornos causados pelas obras tende a se agravar a partir de fevereiro, com a volta às aulas.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Sorocaba Fácil.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.