Segunda-Feira, 24 de Junho de 2019

11/1/2011 - Sorocaba - SP

Vereador defende que Uniso seja investigada




da assessoria de imprensa da câmara de Sorocaba

Hélio Godoy (PTB) pretende recorrer ao Ministério Público para garantir o caráter comunitário e não lucrativo da Universidade de Sorocaba

O vereador Hélio Godoy (PTB) está fazendo um levantamento de todas as leis e demais documentos que tratam da criação e funcionamento da Uniso (Universidade de Sorocaba) e Fundação Dom Aguirre. Seu objetivo é alicerçar uma série de questionamentos sobre o modelo de gestão da universidade, pois, segundo ele, há fortes indícios de que a gestão das duas instituições está em desacordo com o que preveem seus estatutos.

 “A Uniso é uma universidade comunitária, cuja mantenedora é a Fundação Dom Aguirre, que também é uma entidade sem fins lucrativos. Mas, na prática, ela cobra mensalidades muito altas e oferece poucas bolsas de estudo, menos até do que algumas universidades privadas”, afirma Godoy, observando que a Facens (Faculdade de Engenharia de Sorocaba), que é privada, chega a investir cerca de R$ 2 milhões anualmente em bolsas para seus alunos.

 Helio Godoy observa que a Fundação Dom Aguirre foi criada com bens públicos municipais e, juntamente com a Uniso, deve satisfações à comunidade. “Ela se beneficia de vários convênios com a Prefeitura de Sorocaba, aprovados pela Câmara Municipal”, salienta. O parlamentar acrescenta que a Uniso é originária da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Municipal de Sorocaba (Fafi), criada pela Prefeitura e pela Câmara, por meio da Lei nº 233, de 23 de agosto de 1951.

Caráter público – “É importante salientar esses fatos” – enfatiza Godoy – “para lembrar o caráter público da Uniso”. E argumenta: “Talvez pelo fato de ter tido um mesmo reitor ao longo de quatro mandatos sucessivos, totalizando mais de 15 anos sob o comando de um mesmo grupo, a Uniso acabou criando vícios de gestão que a transformaram numa espécie de propriedade privada desse grupo”, afirma Godoy. “A situação é tão grave que, segundo soubemos, o próprio Ministério Público está atento à questão e há inquéritos civis públicos investigando as gestões do ex-reitor Aldo Vannucchi”, acrescenta.

 Como exemplo, Helio Godoy cita recentes reuniões do corpo gestor da universidade em que foram tomadas medidas drásticas, como a demissão de funcionários e professores, sem que todos os integrantes do Conselho Superior da Fundação Dom Aguirre, mantenedora da Uniso, fossem ouvidos. “A Prefeitura e a Câmara Municipal integram esse conselho, mas a decisão de demitir em massa mais de 100 funcionários em duas etapas ocorreu à revelia dos representantes do poder público municipal”, enfatiza o vereador.

Entre a legislação que alicerça a Uniso e lhe confere um caráter público, além da Lei 233, Helio Godoy cita, ainda, a Lei 1.153, de 29 de outubro de 1963, que transferiu a Fafi para a Fundação Dom Aguirre e doou à referida fundação um terreno de 7.765 metros quadrados; a Lei 2.972, de 7 de dezembro de 1988, que criou o Fundo de Apoio à Universidade de Sorocaba, destinado a captar recursos para a futura universidade; a Lei 3.295, de 31 de maio de 1990, que autorizou a Prefeitura a celebrar convênio com a Fundação Dom Aguirre, visando à criação da Uniso; e a Lei 4.061,de 3 de novembro de 1992, que autorizou a Prefeitura a celebrar novo convênio com a Fundação Dom Aguirre, também com a finalidade de auxiliar na criação da Uniso.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Sorocaba Fácil.


Enviar esta notícia por email

Imóveis em Sorocaba

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças e acessórios aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de peças que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa

Quando se pensa na realização de um evento social, seja ele uma festa familiar ou uma recepção empresarial,Aluguel de louças, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos a serem usados é grande. Além de consumir bastante tempo, o custo e a logística de obtenção dos mesmos é significativa.

O mercado de Aluguel de louças em São Paulo aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas em São Paulo) para um festa



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.