Domingo, 22 de Outubro de 2017

7/12/2010 - Sorocaba - SP

Prêmio Salvadora Lopes está com inscrições abertas




da assessoria de imprensa da Câmara de Sorocaba

Destinado a mulheres que se destacam na luta pela cidadania, o prêmio é entregue anualmente pela Câmara Municipal de Sorocaba

Promovido pela Câmara Municipal de Sorocaba, o Prêmio Salvadora Lopes — destinado a agraciar mulheres que se destacaram na luta pela cidadania e na defesa dos direitos da mulher — está com inscrições abertas até 15 de dezembro próximo. O prêmio foi instituído pela Resolução nº 309, de 30 de maio de 2006, e confere, anualmente, o Diploma Mulher-Cidadã a cinco mulheres de diferentes áreas.

O diploma é entregue durante sessão solene realizada por ocasião das atividades referentes ao Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de salvadoramarço. Entre as contempladas com o Prêmio Salvadora Lopes estão a jornalista Guyma Baddini, do Jornal Ipanema, e a costureira aposentada Ondina Rodrigues, que, há 25 anos, criou uma farmácia comunitária no bairro Santa Rosália, fornecendo medicamentos gratuitos para 800 pessoas por dia, em média.

A indicação da candidata ao Diploma Mulher-Cidadã deverá ser encaminhada à mesa diretora da Câmara Municipal acompanhada do respectivo currículo da possível homenageada, acompanhado de justificativa. Para proceder a apreciação das indicações e à escolha das agraciadas será constituído o Conselho do Diploma Mulher-Cidadã Salvadora Lopes, composto por um representante de cada partido político com assento na Câmara Municipal.

Salvadora Lopes — Líder operária e feminista, Salvadora Lopes nasceu em Avaré, em 1918, numa família de espanhóis, e veio para Sorocaba com apenas dois anos de idade. Antes de completar dez anos, deixou a escola e foi trabalhar na indústria têxtil. Em 1930, com apenas 12 anos, participou de sua primeira greve e, aos 21 anos, já era uma líder operária respeitada, chegando a ser presa várias vezes.

Em 1947, Salvadora Lopes foi eleita vereadora em Sorocaba, mas não tomou posse. Seu partido, o PST, foi indeferido no município pela Justiça Eleitoral e seus 14 vereadores eleitos, praticamente a metade da Câmara Municipal da época, composta de 31 membros, foram cassados. Salvadora Lopes morreu em 19 de dezembro de 2006, aos 88 anos. Sua vida está retratada no livro Salvadora!, do historiador Carlos Cavalheiro.

O endereço da Câmara Municipal de Sorocaba, para onde devem ser remetidas as indicações ao prêmio, é Avenida Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes, 2.945, Alto da Boa Vista - Cep 18013-904. Telefone: (15) 3238-1111



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Sorocaba Fácil.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.