Terça-Feira, 21 de Agosto de 2018

5/2/2018 - Sorocaba - SP

Prefeito Crespo prioriza urbanismo ao analisar novos empreendimentos




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Sorocaba

A qualidade de vida dos sorocabanos, o cumprimento à legislação e a infraestrutura nos bairros são as prioridades do prefeito José Crespo ao analisar cada proposta para a instalação de novo empreendimento imobiliário privado em Sorocaba. Foi o que o próprio prefeito ressaltou para um grupo de moradores na região do Campolim, durante reunião realizada na tarde do sábado (3).

Em mais uma visita a grupos de cidadãos organizados em bairros da cidade, o prefeito ouviu moradores preocupados com empreendimentos previstos para serem construídos no Campolim. Expuseram que haverá transtornos com o aumento do trânsito de veículos e que a infraestrutura é insuficiente para suportar as demandas geradas por imóveis com grandes concentrações de escritórios e moradias em um só local.

O prefeito comprometeu-se a avaliar a reivindicação, promovendo estudos, dando publicidade às análises que forem realizadas, submetendo à opinião do Ministério Público e formalizando Termos de Ajuste de Conduta para que sejam realizadas ações mitigadoras pelos empreendedores que tiverem as suas propostas aprovadas. Ele expôs que, caso seja avaliado que o empreendimento gerará prejuízos irreparáveis, nada impede a Prefeitura de exigir medidas mitigadoras em equivalência, e que inclusive possam tornar o investimento desvantajoso para o empreendedor.

José Crespo recordou do caso de um shopping que se instalou no imóvel que pertenceu à fábrica Cianê. Enquanto vereador, Crespo levou o caso ao Ministério Público, e o empreendedor teve que, em contrapartida, construir uma creche, comprometeu-se a asfaltar uma rua no centro da cidade e construiu a Unidade Básica de Saúde que atende os moradores do Residencial Carandá e do Residencial Altos de Ipanema.

Citou também o caso de um residencial com várias torres na rua João Wagner Wey, onde a Prefeitura chegou a embargar a obra porque considera que está em desconformidade com o Plano Diretor, mas como o empreendimento possuía as aprovações expedidas pela Prefeitura em administrações anteriores, o empreendedor obteve na Justiça o direito provisório (liminar) de seguir com as construções, que se encontram na fase final.

Durante a reunião foram nomeados dois cidadãos que seguirão em contato direto com o governo para tratar sobre os estudos de empreendimentos aprovados no bairro. Também participaram o secretário de Planejamento e Projetos, Luiz Alberto Fioravante; o secretário de Gabinete Central, Eric Vieira; o secretário de Assuntos Jurídicos e Patrimoniais, Gustavo Barata e o chefe do Gabinete do Poder Executivo, Alexandre Robim.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Sorocaba Fácil.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.