Terça-Feira, 19 de Março de 2019

12/3/2018 - Sorocaba - SP

Prefeito Crespo dá início à ampliação da maior estação de tratamento de esgoto da cidade




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Sorocaba

dsc8213

Começaram as obras para ampliar a maior Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Sorocaba. Com cerimônia pública na manhã deste sábado (10), o prefeito José Crespo, acompanhado da primeira-dama, Lilian Crespo, deu início aos trabalhos que vão devolver ao rio Sorocaba o efluente mais limpo do que exige a legislação. É a reforma e ampliação da ETE Sorocaba 1 (ETE S1), que também ganha a capacidade de tratar com eficiência toda a crescente demanda de esgoto prevista para ser gerada até 2030.

As obras de ampliação iniciam agora e assim que forem concluídas, em 2020, serão 26 toneladas diárias de carga orgânica retiradas do esgoto que chega à ETE S1, contra as atuais 20 toneladas: é esgoto transformado em efluente 30% mais limpo do que agora para o rio Sorocaba. “Estamos devolvendo parte do dinheiro do imposto pago pela população em mais qualidade de vida para a sociedade”, declarou o prefeito José Crespo.

A ETE S1 trata o esgoto gerado por uma população estimada hoje em 200 mil pessoas, que vive em bairros da região central, Zona Sul e Zona Leste de Sorocaba. A ampliação é de responsabilidade do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae-Sorocaba), uma autarquia da Secretaria de Recursos Hídricos da Prefeitura de Sorocaba. Após a reforma, a remoção da carga orgânica vai superar os 90%. Também vai elevar a capacidade de tratamento do volume (vazão) em 13%.

Para a realização dos trabalhos, o Saae-Sorocaba contratou, por concorrência pública, uma construtora. O investimento é de R$ 59,2 milhões. São R$ 38,9 milhões liberados pelo Ministério das Cidades, a fundo perdido (sem necessidade de reposição); R$ 20,3 milhões em financiamentos do Banco do Brasil e R$ 2 milhões em contrapartida do Saae-Sorocaba.

A ampliação está prevista para ser entregue em meados de 2020. O diretor-geral do Saae-Sorocaba, Ronald Pereira da Silva, ressaltou o início do trabalho de despoluição do rio Sorocaba, feito pelo então prefeito Renato Amary, e falou sobre os atuais 95% e do trabalho para tratar 100% de todo o esgoto de Sorocaba.

Para a liberação dos recursos financeiros junto ao governo federal, José Crespo ressaltou a importância do secretário de Recursos Hídricos, Alceu Segamarchi, e do empenho do diretor-geral do Saae-Sorocaba, Ronaldo Pereira da Silva. Além do próprio prefeito, eles atuaram diretamente para a liberação do recurso federal, o que possibilitou agora o início das obras. Simbolicamente, o prefeito Crespo deu a partida no motor da escavadeira da Construtora Augusto Velloso S.A que executará as obras e solicitou ao operador do equipamento que iniciasse a escavação no local demarcado.

A placa de início das obras foi descerrada pelo prefeito José Crespo, em companhia do ex-prefeito e ex-deputado federal que deu início aos investimentos de despoluição do rio Sorocaba, Renato Amary; do secretário de Recursos Hídricos, Alceu Segamarchi; do diretor-geral do Saae-Sorocaba, Ronald Pereira da Silva; do presidente do conselho superior da Fundação Ubaldino do Amaral, Laelso Rodrigues; e dos vereadores Wanderley Diogo, Vitão do Cachorrão e Rafael Militão e do diretor-proprietário da empreiteira que realizará a obra, Ricardo Velloso.

Durante a cerimônia, foi homenageada a memória de um dos mais importantes colaboradores do Saae-Soracaba, Roberto Domingues. Ele trabalhou no almoxarifado do Saae-Sorocaba e faleceu há quatro anos. As honrarias foram prestadas à viúva Joana Leite Domingues, de 64 anos, e ao filho Roberto Alexandre Domingues, de 38 anos.

 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Sorocaba Fácil.


Enviar esta notícia por email

Imóveis em Sorocaba

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças e acessórios aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de peças que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa

Quando se pensa na realização de um evento social, seja ele uma festa familiar ou uma recepção empresarial,Aluguel de louças, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos a serem usados é grande. Além de consumir bastante tempo, o custo e a logística de obtenção dos mesmos é significativa.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.