Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017

10/7/2017 - Sorocaba - SP

Mais BOs foram registrados por ônibus estacionados em pontos finais




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Sorocaba

consultar-horarios-urbes

Enquanto isso, a população aguarda, muitas vezes por horas, em pontos e nos terminais urbanos.

A semana começou complicada novamente para milhares de sorocabanos, devido à greve do transporte coletivo na cidade. Na manhã desta segunda-feira (10), equipe de fiscalização integrada, formada pela Urbes, Polícia Militar (PM) e Guarda Civil Municipal (GCM), flagrou 6 ônibus estacionados na avenida Adolfo Massaglia, ponto final das linhas que atendem a região do Campolim. Outro flagrante foi registrado num terreno da rua Otto Alfred Geissler, rua lateral do Plaza Shopping Itavuvu. No local, três ônibus das linhas 302 – Interbairros II e 303 – Interbairros III estavam estacionados. Com isso, mais boletins de ocorrência foram registrados e tudo será comunicado ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Além disso, 44 linhas de ônibus estão sem operação nesta segunda-feira (10), já que o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região não vem cumprindo a tabela de ônibus programada pela Urbes e enviada às empresas concessionárias, ou seja, estão liberando sem critério algum quantos veículos vão atender determinadas linhas do sistema. Com isso, alguns bairros da cidade, como Brigadeiro Tobias, Nilton Torres e Caputera, estão sem ônibus há dias.

Também na manhã desta segunda-feira, usuários do Transporte Coletivo fizeram novo protesto no Terminal Santo Antônio (TSA), devido à demora dos ônibus, bloqueando a saída dos veículos. A linha do Campolim, por exemplo, deveria ter 13 ônibus circulando normalmente. Com a paralisação, para atender 70% da frota em horário de pico, deveria ter 10, porém apenas 4 veículos saíram da garagem da empresa, os mesmos quatro que foram flagrados, por volta das 7h30, estacionados na avenida Adolfo Massaglia.

44 linhas sem ônibus

Às 6h50, 120 ônibus da STU haviam saído da garagem, o que corresponde a 69% da frota. Já a Consor tinha 124 veículos, ou seja, 70%. O sindicato não cumpriu a decisão do TRT na STU, que determina que 70% da frota de ônibus de cada empresa concessionária (Consor e STU) opere em horários de pico (das 6h às 9h e das 17h às 20h) e 50% nos demais horários.

As 44 linhas de ônibus que não estão operando são: 01 – Jardim Sandra, 06-Barcelona, 07 – Industrial Vila Rica, 22- Magnólia, 27-Jardim São Carlos/Jardim dos Estados, 29- Hollingsworth, 30-Brigiadeiro Tobias, 30/2 – Tupã, 32 – Vila Haro, 33 – Mato Dentro, 34 – Aparecidinha, 37- Gutierres, 49-Astúrias, 51-Green Valley, 52 – Cidade Universitária, 64/1 – Paço Washington Luiz, 64/2 – Paço Vila Santana , 66 – Ipatinga, 67 – Ipanema das Pedras, 71 – Campolim via Raposo Tavares, 71/1 –  Panorâmico, 74 – Caputera, 80 – UFSCar, 304 – Interbairros IV, 02 – Brasilândia, 08 – Trujillo, 14 – Santa Rosália, 20 – Carol, 23 – Industrial, 24 – Guadalupe, 31/1 – Nilton Torres, 36 – Porcel, 38 – Aparecidinha via Éden, 39 – Aldeia Laranjais, 50 – Hungarês, 54 – Paes de Linhares, 56 – Iguatemi, 61- Iporanga, 64 – Paço, 64/3 – Paço Gal. Carneiro, 64/4 –  Paço Maria Eugênia, 69 – Caguaçú, 72 – Bairro dos Carvalhos e 75 – Campininha.

Para auxiliar a população durante a greve, a Urbes disponibiliza diariamente informações aos munícipes pelo telefone 118.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Sorocaba Fácil.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.