Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019

2/12/2010 - Sorocaba - SP

Governo do Estado repassa à Prefeitura R$ 6 milhões para o Parque Tecnológico




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Sorocaba

O governador do Estado de São Paulo e o prefeito de Sorocaba assinaram na manhã desta quarta-feira (dia 1º), no Salão de Vidro do Palácio dos Tropeiros, um convênio para o repasse de R$ 6 milhões do Estado ao Parque Tecnológico de Sorocaba.

A verba se destina a construção do prédio que abrigará a incubadora de empresas de base tecnológica e o núcleo administrativo do local. Durante a cerimônia, destacaram o papel do Parque Tecnológico na aproximação das empresas e universidade, favorecendo a aplicação das pesquisas acadêmicas na produção das indústrias.
O governador classificou o Programa Paulista de Parques Tecnológicos como um instrumento fundamental para manter a importância econômica do Estado de São Paulo, viabilizado por meio do desenvolvimento de pesquisas com foco na inovação industrial e alta tecnologia. O governador destacou Sorocaba como uma região importante neste processo, assim como Campinas e São José dos Campos.

“Este é o princípio da formação de um grande Parque Tecnológico. Virão para Sorocaba empresas que, em função das pesquisas de tecnologia, terão na cidade mão de obra farta e bem qualificada, inclusive, voltada a pequenas e médias empresas de alta tecnologia”, exemplificou. 
O prefeito mencionou os investimentos em infraestrutura da Prefeitura e do Estado para a implantação do Parque Tecnológico e a preparação para qualificação de mão de obra em nível universitário e técnico. Citou a ampliação em mais 1.400 vagas na Faculdade de Tecnologia (Fatec) e das Escolas Técnicas Estaduais “Fernando Prestes” e “Rubens da Faria e Souza” que hoje contam com mais de 5 mil alunos e de que em breve Sorocaba terá a terceira escola técnica.
“O melhor que a gente pode oferecer para a indústria são condições de pesquisa e inovação tecnológica e mão de obra qualificada. E é este o papel do nosso Parque Tecnológico: ser um espaço de pesquisa e inovação para as indústrias. Nós temos certeza absoluta que isto vai criar um grande passo para a vinda de novas indústrias importantes para Sorocaba e região”, ressaltou.
A cerimônia ainda reuniu o secretário de Estado de Desenvolvimento; o vice-prefeito de Sorocaba; o presidente da Câmara Municipal; o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico; além de prefeitos, vereadores, secretários municipais, integrantes de universidades, indústrias e entidades representativas de Sorocaba e região.

Núcleo de pesquisas
Os recursos do Estado serão investidos na construção de um prédio de 6.656 mil m². Serão dois pavimentos, com estrutura modular, que irão abrigar o núcleo administrativo do Parque e uma incubadora de empresas de base tecnológica. Ao todo, o prédio representará um investimento de R$ 30 milhões, sendo R$ 12 milhões por conta do Estado e R$ 18 milhões pela Prefeitura.
Além da incubadora, dentro do núcleo funcionarão laboratórios que ocuparão pequenos espaços, representações de instituições da área de ciência e tecnologia, serviços técnicos especializados, área de convivência, restaurantes, bancos e serviços diversos, além de uma área especifica para a administração do Parque Tecnológico, que já deve estar em funcionamento no final de 2011.
Projeto realizado em parceria com o Governo do Estado, o Parque Tecnológico representará um novo marco no desenvolvimento econômico de Sorocaba e região, funcionando como um centro de pesquisas destinado a empresas que buscam avançadas tecnologias. Localizado no final da Av. Itavuvu, ele ocupará uma área de aproximadamente 1,2 milhão de m². A fábrica da Toyota também funcionará em área anexa e já está com obras em andamento, com previsão de ficar pronta até 2012 e produzir inicialmente cerca de 70 mil automóveis por ano.
Entre as universidades que já manifestaram interesse em se instalar no Parque Tecnológico de Sorocaba estão a Ufscar, PUC, USP, Uniso e a Unesp, além da Fatec. Lippi lembrou ainda o convite formulado a Fundação Ricardo Franco, do Rio de Janeiro, mantenedora do Instituto Militar de Engenharia (IME), para instalação do laboratório de testes Crash Test (ensaios destrutivos de veículos). “Seria o primeiro laboratório desse gênero na América Latina e nós apresentamos o interesse de Sorocaba em recebê-lo”, explicou o prefeito.

 

 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Sorocaba Fácil.


Enviar esta notícia por email

Imóveis em Sorocaba

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças e acessórios aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de peças que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa

Quando se pensa na realização de um evento social, seja ele uma festa familiar ou uma recepção empresarial,Aluguel de louças, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos a serem usados é grande. Além de consumir bastante tempo, o custo e a logística de obtenção dos mesmos é significativa.

O mercado de Aluguel de louças em São Paulo aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas em São Paulo) para um festa

O Emprestimo para aposentado.

O BMG Emprestimo.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.