Quinta-Feira, 22 de Agosto de 2019

12/6/2019 - Sorocaba - SP

1º Seminário de Combate ao Trabalho Infantil reúne autoridades em Sorocaba




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Sorocaba

 O evento foi realizado no Teatro Municipal nesta terça-feira e reuniu perto de 500 pessoas durante todo o dia

 seminario-trabalho-infantil-11-06-19-ft-rafael-baddini-29-e1560295892347

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Igualdade e Assistência Social (Sias), Coordenadoria da Criança e do Adolescente e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), realizou nesta terça-feira (11) o 1º Seminário sobre o Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem, no Teatro Municipal Teotônio Vilela (TMTV). O evento regional teve as presenças de autoridades do Tribunal Regional do Trabalho (15ª Região de Campinas) e de Sorocaba, da Justiça de Ribeirão Preto, e da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo e da Diretoria Regional de Ensino de Sorocaba, que debateram questões relativas ao tema. Dezenas de estudantes e participantes de grupos de jovens também participaram do evento.

A iniciativa foi alusiva às comemorações ao Dia de Combate ao Trabalho Infantil, previstas na Lei 11.542/2007, e celebrado nesta quarta-feira (12 de junho). “O objetivo do seminário foi de discutir a situação de Sorocaba e tratar da rede de proteção que temos na cidade, mas, principalmente, exigir que o orçamento municipal contemple recurso próprio para investir na criança e no adolescente”, explicou a presidente do CMDCA, Angélica Cardoso.

Ao longo do dia, os participantes, dentre eles educadores, jovens estudantes e aprendizes de várias empresas, acompanharam apresentações artísticas, como a Orquestra Filarmônica Jazz (OFJ), do Senai Sorocaba, além da peça “Levanta Maria”, da Cia Repara Mundo, que alertou sobre os riscos desse tipo de exploração. O evento também contou com painéis de discussões, que abordaram os instrumentos de enfrentamento ao trabalho infantil, a defesa dos direitos da criança e do adolescente no judiciário e a rede de proteção existente em Sorocaba.

Segundo o secretário da Sias – que, na ocasião, representou o prefeito José Crespo -, Jefferson Calixto, a idealização do seminário se deu a partir da união de esforços de entidades da iniciativa pública e privada. “As ações de prevenção e erradicação deste tipo de trabalho na cidade é um dos focos da Sias, que nessa gestão, em 2018, retirou das ruas um total de 95 crianças e as encaminhou ao Centro de Referência e Assistência Social”, ressaltou.

Uma das participações mais aguardadas foi do Desembargador do Trabalho da 15ª Região de Campinas, João Batista Martins César, que vem defendendo o assunto nas esferas municipal e estadual, por meio de debates e incentivo às ações que levam à erradicação do trabalho infantil. “O Brasil tem hoje perto de 2,5 milhões de crianças nas condições análogas ao trabalho infantil, e é preciso que a sociedade como um todo mude este olhar de que é melhor ver um menor trabalhando que praticando delitos. Isso não pode ser assim. Temos que ver a criança e o adolescente dentro de um contexto. É inegável que prefiramos ter essas crianças fora da criminalidade, mas não que o trabalho seja a principal condição para vê-los fora desse cenário, salvo aqueles que estão dentro do programa Jovem Aprendiz”, defendeu.

O evento terminou com a leitura da Carta de Encerramento, que firma o compromisso com as crianças e adolescentes no combate ao trabalho infantil pela Prefeitura de Sorocaba, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Ministério Público do Trabalho, Tribunal Regional Eleitoral do Estado de São Paulo e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Estiveram presentes, entre várias autoridades, o Procurador do Trabalho, Juliano Alexandre Ferreira, a Promotora de Justiça da Infância e Juventude do Ministério Público do Estado de São Paulo, Cristina Palma, o Procurador do Trabalho da 15ª Região, Ronaldo José de Lira, o presidente da OAB – Sorocaba, Márcio Leme, o Major Agrela representando a Polícia Militar, além de representantes da secretária do Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo e da Diretoria Regional de Ensino de Sorocaba. Também estiveram o presidente do Ciesp Sorocaba, Erly de Sillos, o secretário de Segurança e Defesa Civil, Cel. Antonio Valdir Gonçalves, o presidente da Câmara, Fernando Dini, e os vereadores Cintia de Almeida e Pericles Regis, além do empresário José Eduardo de Souza, da Padaria Real.

Muito Mais Por Sorocaba!



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Sorocaba Fácil.


Enviar esta notícia por email

Imóveis em Sorocaba

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças e acessórios aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de peças que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa

Quando se pensa na realização de um evento social, seja ele uma festa familiar ou uma recepção empresarial,Aluguel de louças, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos a serem usados é grande. Além de consumir bastante tempo, o custo e a logística de obtenção dos mesmos é significativa.

O mercado de Aluguel de louças em São Paulo aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas em São Paulo) para um festa



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.