Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019

Ozeni Ramos

Ozeni Ramos é Psicóloga, com ampla vivência na área da Saúde Mental.

Atendimentos Psicológicos em Jundiaí.

E-mail: oznramos@gmail.com

Ver todas as colunas

Medo A Sutil Opressão - Parte 3



O Medo do futuro

 

O medo do futuro talvez seja um dos mais perigosos, na verdade ele é a famosa ansiedade e preocupação que as pessoas sentem em suas rotinas.

Essa situação é crítica, visto que se torna um hábito nocivo ficar fantasiando situações catastróficas ou fantasiosas a todo instante, e o efeito disso e fugir a todo o momento do estado presente, isso gera exaustão mental. Efeitos do medo do futuro, ansiedade ou preocupação:

 

  •   Atenção divida em várias coisas ao mesmo tempo
  •   Memória falha
  •   Oscilações emocionais frequentes durante o dia
  •   Estar sempre impaciente
  •   Sensação de ineficácia depois de realizar suas atividades cotidianas
  •   Cansaço físico e mental frequente
  •   Falta de animo para realizar novas atividades
  •   Medo de sair de sua zona de conforto
  •   Dificuldade de tomar decisões definitivas
  •   Medo de surpresas
  •   Sensação de vazio inexplicável

 

Os efeitos do medo do futuro se tornaram tão comuns às pessoas que elas passaram a crer que é absolutamente normal sentir-se tenso e preocupado a cada nova situação, e não é.

Basicamente é preciso encontrar e entender qual situação o deixa ansioso, se for mais de uma, trabalhe individualmente cada uma delas.

Foque no foco (sei que teimei no foco, mas você entendeu) foque em se concentrar no que você faz a cada instante, nas suas sensações, no seu bem estar, em treinar sua estrutura interna a trabalhar para você, você é o comandante de sua mente, se você não for o líder será escravo dela.

Não estou falando em não planejar, não estipular metas, apenas que é necessário tomar consciência sobre seu estado de alerta e não se perder em diálogos internos tão facilmente a cada minuto de sua rotina, ao ligar-se no presente todos os seus sentidos trabalham de forma límpida e assertiva.

Algumas perguntas que te colocam no presente:

 

  •   Isso é para me emocionar ou para me firmar?
  •   Eu me sinto bem fazendo isso?
  •   Eu estou fingindo, ou estou sentindo?
  •   O que eu penso a meu respeito ao fazer ou pensar em fazer tal coisa?

 

Os exemplos de medo que foram citados serviram para que você visualize que os comportamentos executados em sua rotina e mecanizados por anos nem sempre foram os mais apropriados.

Por fim é muito simples: a maioria das coisas que estão reprisando em seu cotidiano e o incomodam têm como base algum vestígio de medo, basta identificar a qual grupo de medo àquela situação se encontra e modificar a maneira de agir e pensar sobre ela.

 

 

Até a próxima!

 

 










Imóveis em Sorocaba

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças e acessórios aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de peças que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa

Quando se pensa na realização de um evento social, seja ele uma festa familiar ou uma recepção empresarial,Aluguel de louças, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos a serem usados é grande. Além de consumir bastante tempo, o custo e a logística de obtenção dos mesmos é significativa.

O mercado de Aluguel de louças em São Paulo aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas em São Paulo) para um festa



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.