Quarta-Feira, 17 de Agosto de 2022

Thiago Pacheco

Empresário, trabalhando exclusivamente com Marketing Digital, apaixonado por SEO e responsável por novos negócios na Doting.

Ver todas as colunas

3 erros de pesquisa de palavras-chave que acabam com seu SEO



As palavras-chave são a base fundamental de marketing digital, isso é um fato incontestável. No começo encontrar as palavras certas pode parecer uma tarefa fácil – só é preciso escolher alguns termos e frases relacionadas com o seu negócio, passá-los por alguma ferramenta de pesquisa de palavras-chave e calcular o tráfego potencial, não é mesmo? Entretanto, uma pesquisa de palavras-chave é mais complicado que isso. Existem alguns erros principais que as empresas fazem na hora de efetuar a pesquisa de palavras-chave. Vamos analisar esses erros e descobrir como evitá-los.

Erro #1: Usar a correspondência alta em vez de correspondência exata
Volume de pesquisa é uma das métricas mais importantes que deve ser considerada ao pesquisar palavras-chave perfeitas. Isso é a primeira coisa que deve ser verificada nas ferramentas de pesquisa e é aqui que muita gente comete um erro.

A maioria das ferramentas oferece três tipos de correspondência de palavras-chave:

Esmalte Vult

Correspondência ampla contém todas as suas palavras-chave fora de ordem e também pode incluir outras palavras. Por exemplo, se a palavra segmentada for “sapatos pretos” correspondência ampla pode incluir “sapatos pretos para homens” e “sapatos para terno preto”.
Correspondência de frase inclui as suas palavras-chave em ordem e pode conter outras palavras. Por exemplo, “onde comprar sapatos pretos” e “sapatos pretos de salto”
Correspondência exata contém só as suas palavras-chave na ordem definida “sapatos pretos”
Existe uma grande diferença em volume de tráfego entre os esses resultados. Você poderá obter resultados completamente desmotivantes, caso não leve isso em conta e avalie a quantidade de visitantes potenciais baseando-se na correspondência ampla.

Como evitar o erro: Ao usar ferramentas para estimar volume de pesquisa evite usar os dados de correspondência de frase e correspondência ampla. Sempre lembra-se de basear sua pesquisa nos dados de correspondência exata

Erro #2: Usar palavras-chave de uma palavra só
Outro erro é escolher as palavras-chave que consistem somente de uma palavra. É muito difícil conseguir ranquear bem com uma palavra só – elas são muito genéricas e têm muita concorrência. Além disso, as palavras-chave de cauda curta frequentemente não têm contexto. Por exemplo, alguém pesquisando “coluna” pode estar procurando por informações sobre pilares, espinha dorsal ou grupo de soldados em linha.

Como evitar o erro: Tente compor sua lista de palavras-chave de cauda longa, pois eles oferecem mais contexto.

Erro #3: Não levar a competição em conta
Ranquear por uma palavra-chave específica significa passar na frente dos concorrentes. Por isso, é preciso planejar uma estratégia eficaz e conhecer bem os seus concorrentes. Se você escolher as suas palavras-chave sem pesquisar a estratégia dos concorrentes antes, será alta a probabilidade de você perder tempo e dinheiro.

Como evitar o erro: Passo um: digite a sua palavra-chave principal no campo de pesquisa e dê uma olhada nos resultados de pesquisa. Quais são suas chances de chegar nas primeiras posições com essa palavra-chave? Caso contrário escolha outras palavras-chave.

A melhor parte de pesquisa competitiva é que ela vai ajudá-lo a encontrar ideias novas de palavras-chave entre aqueles que o seu concorrente está usando e você ainda não. Você pode encontrar essas palavras com a ferramenta Domínio vs. Domínio da SEMrush.

Digite seu domínio e os domínios de seus concorrentes para obter diagrama mostrando palavras-chave compartilhadas entre os domínios e palavras-chave exclusivas.












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2022, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.